segunda-feira, 13 de agosto de 2007

Ola humanos, voltei!!!

Ola, entao consegui postar alguma coisa, nao ta mais mofando ta Leo, seu bobao, entao vou postar um texto que eu fiz ontem a noita antes de dormir, eu gostei epero que gostem...

O amor platônico do peixe Sales
Polyanna era uma garota muito meiga e simpática, super alto-astral, gostava de muitas coisas mas principalmente de seu peixe Sales, tinha um grande apego por seu bichinho de estimação, algo nao muito comum com um peixe, ou voce ja viu alguém conversando com um peixe estranho neh, mas o que ela nem imaginava é que Sales tinha um grande amor por ela, um sentimento muito forte, ele simplismente vivia por ela, isso parece loucura mas era real e esse amor ia crescendo cada vez mais e o tempo ia passando e Poly ia crescendo.
Sales morria de ciumes quando Poly arrumava um namorado ou ficava muito triste quando ela estava brava e nem lembrava que ele estava la, em seu aquario a todo momento perto dela.
Poly cresceu e se tornou adulta, casou e foi morar em outra casa com seu marido mas é claro que ela nao iria deixar Sales e o levou junto. Uma noite Poly esqueceu de fechar a tampa do aquario, pois toda noita antes de dormir ela tirava a tampa e ficava conversando com Sales e balancando seus dedos na agua isso o deixava muito feliz, mas entao ao perceber que o aquario estava aberto pensou consigo mesmo que essa talvez poderia ser sua unica chance de estar bem perto de sua amada e sentir seu corpo, e mesmo fraco e velho, com um impulso pulou para fora do aquário em direção a barriga de Poly, conseguiu bater em sua barriga mas escorregou e caiu no chão. Toda sua vida passou diante de seus olhos e pelo menos ele iria morrer feliz, conseguiu por um segundo sentir o corpo de sua amada, antes de dar seu ultimo suspiro, alguem o agarrou e o colocou dentro do aquario, quando voltou a si viu que o marido de Poly que tinha o salvado.
Depois desse dia percebeu que era loucura querer que ela o amasse, ela teria que ficar com aquele humano, ele sim a faria feliz e sua maior alegria era poder estar sempre ali, em seu aquário apenas para admirar o único e eterno amor de sua vida.
Bom eh isso , espero que gostem

2 comentários:

leo fanelli disse...

oi pam, gostei da historia, ficou muito legal, continue assim ^_^
bjs, te amo

Anônimo disse...

eu nao queria escrever
ela q tah me obriganduu!!!
mtuu fofo seu blogg
ameii
principalmente o segundo textoo

Pamm ti amuuu!!!

bjss
=]*